O dinheiro pode se tornar um ídolo

Paulo mostrou que os cristãos também têm os seus ídolos. Não, eles não são estátuas de gesso ou de madeira; não costumam ser vistos, porque ficam escondidos no coração dos crentes. As atitudes de avareza, ganância, e apego material são ídolos. O apóstolo Paulo denunciou isto, ao chamar a avareza de idolatria:

“Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência” (Colossenses 3.5,6).

Jesus disse que o que é elevado entre os homens é abominação perante Deus (Lucas 16.13-15); e Ele falava acerca da ganância dos fariseus ao fazer esta afirmação. Há pessoas que são tão apegadas ao dinheiro que fazem dele um “deus” em suas vidas. Dão tanto valor às coisas materiais que, perante o Senhor, é como se cultuassem um ídolo em suas vidas.

Ao escrever aos filipenses, o apóstolo Paulo falou de algumas pessoas cujo deus era o ventre (Filipenses 3.19). Não seria errado dizermos que, atualmente, na vida de muitas pessoas, o seu deus é a carteira!

Categorias: Artigo

0 comentários

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese