Discipulando como Jesus

jack sharp 579583 unsplash - Discipulando como Jesus

Quando Jesus deu a Grande Comissão, Ele a trouxe a um grupo de discípulos que já haviam experimentado os desafios e benefícios de desenvolver relacionamentos no contexto de um pequeno grupo. O resultado natural do seu fazer discípulos seria reproduzir o modelo que eles haviam recebido de Jesus. Mas exatamente como e quando Jesus os discipulava?

À medida em que estudamos os Evangelhos, fica muito claro que Jesus fazia uso de cada situação para investir em seus discípulos. Quando ele ministrava às multidões, eles estavam observando e aprendendo. Mais tarde, em particular, enquanto Jesus estava à sós com seus discípulos, eles poderiam perguntar a ele acerca do que foi ensinado e era claro que eles tinham um nível mais profundo de discipulado.

Não sou dogmático acerca disso (já que a Bíblia não é clara a respeito), mas eu creio que Jesus também investiu muito tempo individualmente (um a um) com seus discípulos. Jesus viajava muito com eles; muitas vezes, 20, 30 ou 50 quilômetros entre cidades e vilarejos. Durante essas viagens, horas e horas de discipulado precioso poderiam estar acontecendo, já que eles estavam longe das multidões. Era óbvio que era praticamente impossível falar com 12 pessoas ao mesmo tempo durante uma viagem caminhando, então eu creio que muito desse discipulado profundo de Jesus estava no campo individual.

Nós temos ensinado aos membros de nossa célula que a reunião semanal da mesma é apenas 40% do seu tempo total. Pelo menos 60% da célula acontece durante a semana, com comunhão espontânea, discipulado um a um e outras atividades em que os membros da célula priorizem os relacionamentos uns com os outros.

Uma vez que o discipulado é o coração da célula, nossos líderes de célula sabem que eles têm duas responsabilidades principais: 1) orar diariamente por cada membro da célula; 2) garantir que cada membro da célula está sendo discipulado. É importante mencionar que não é o líder da célula que irá discipular individualmente todos os membros da célula, mas é ele o responsável por GARANTIR que todos estão sendo discipulados por alguém da célula que foi treinado para essa função.

Podemos ver que Paulo também tinha o mesmo objetivo: cada pessoa individualmente discipulada até alcançar a maturidade em Cristo!

Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós (Atos 20.31 — no verso 30, ele os chama de discípulos).

A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo (Colossenses 1.28).


0 comentários

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese